Voltar ao site

SINDUECE repudia ataque ao Acampamento Zé Maria do Tomé

· Notícias,Notas

A SINDUECE vem a público com muita preocupação denunciar e repudiar mais um ataque violento ao Acampamento Zé Maria do Tomé, localizado em Limoeiro do Norte. Na manhã de sexta-feira (10), dois homens em uma caminhonete foram flagrados por moradores filmando o território com um drone. Ao serem questionados sobre o intuito da captura das imagens, os homens dispararam com armas de fogo contra acampados e saíram no carro em alta velocidade, atropelando um motoqueiro. Felizmente, ninguém ficou ferido, mas é urgente que o Estado investigue os atentados contra os acampados, que não começaram ontem, e garanta segurança.

O Acampamento Zé Maria do Tomé é fruto de uma grande ocupação do MST realizada em maio de 2014, onde resistem mais de 100 famílias. É um local que tem uma produção agrícola diversificada, abastece a feira cultural da Reforma Agrária que acontece no no Centro de Formação Frei Humberto, em Fortaleza, e, durante a pandemia, já realizou ações de solidariedade doando alimentos a famílias dos municípios de Limoeiro, Quixeré e nas periferias da capital.

Reafirmamos nosso apoio ao Movimento Sem Terra, que resiste bravamente na luta em defesa da terra, do território e da vida em primeiro lugar. A luta pela desapropriação da área na Chapada do Apodi, região sempre invadida por grandes proprietários do agronegócio, continua. A terra precisa estar nas mão de quem nela trabalha e o desejo de vê-la nas mãos de trabalhadoras e trabalhadores é o horizonte daqueles e daquelas que lutam!

Acampamento Zé Maria do Tomé Resiste! 

Todos os Posts
×

Quase pronto…

Acabámos de lhe enviar um email. Por favor, clique no link no email para confirmar sua subscrição!

OK